domingo, 16 de novembro de 2008

Fomos criados para dar certo!


Texto Base: I Crônicas 22:11,16

“(...) Dispõe-te, pois, e faze a obra, e o Senhor seja contigo.”

I Crônicas 22:16b

Nos tempos modernos, vemos jovens em busca do caminho da felicidade; pessoas buscando rotas para uma vida vitoriosa, enfim, todos no mundo buscam meios para darem certo. Todos nós fomos chamados para dar certo. Se algo não está tão bem assim na vida de um moço, na vida de uma moça; é que porque alguma coisa precisa ser concertada.

Saul foi um homem que tinha tudo para dar certo, mas acabou fracassando pela própria espada. Deus então; chamou a Davi como Rei de Israel logo no começo da vida dele. Davi, também tinha tudo para dar certo – transformou-se em um grande homem de guerra: venceu gigantes, conquistou territórios, porém, em um momento de insanidade, deitou-se com Bate-Seba e viu grandes catástrofes em sua própria casa. No auge de sua vida, cheio de experiência, Davi chama seu filho Salomão e dá-lhe alguns conselhos para que este tivesse uma vida que desse certo, como lemos em I Crônicas 22:11 – “afim de prosperar”.

Havia um chamado específico para a vida de Salomão. Davi, seu pai, sonhava em construir para Deus o Tabernáculo para abrigar a Arca da Aliança, porém, não pode fazê-lo, pois tinha as mãos sujas de sangue. Todos nós temos um chamado de Deus para algo específico nas nossas vidas. No caso de Salomão, era para construir o Tabernáculo do Senhor. Para que os planos de Deus para nossas vidas dêem certo, precisamos seguir algumas recomendações:

1ª. Recomendação – verso 12 – “Que o Senhor te conceda PRUDÊNCIA

Não é bom agirmos sem antes refletirmos. Há situações na vida em que possamos achar que isto ou aquilo é o correto para nós, porém, não é. Precisamos ter prudência para não perdermos os maiores sonhos que Deus tem para cada um de nós. Pessoas falham na vida por falta de prudência. Prudência para não julgar erradamente, não atirar pedras em pessoas inocentes, ou quaisquer situações que possamos enfrentar. Análise, ponderação, não dar um passo sem antes ter certeza de que esta é realmente a direção de Deus para a nossa vida. Precisamos ter prudência.

2ª. Recomendação – verso 12 – “Que o Senhor te conceda ENTENDIMENTO

Sem entendimento não há prudência. Que possamos ter a cabeça no lugar para agirmos racionalmente de modo que, ao fazermos aquilo que o Senhor nos confiar, possamos guardar a Sua lei.

3ª. Recomendação – verso 13 – OBEDECER a Palavra de Deus

É impossível alguém ser guiado pela Bíblia e não dar certo na vida. Este é o segredo de Deus para nós: Conhecer e Cumprir o que está escrito na Lei do Senhor. Não podemos apenas ser ouvintes, mas praticantes da Palavra de Deus. Como está escrito: O povo peca porque lhe falta o conhecimento. Quando seguimos os estatutos do Senhor, os juízos do nosso Deus; temos tudo para dar certo!

4ª. Recomendação – verso 14 – “Sê FORTE e CORAJOSO

A fortaleza aqui que precisamos ter não é para uma batalha espiritual, mas sim, uma fortaleza de alguém que tem gana, alguém que quer dar certo. Em Hebreus 10, o autor nos diz que nós somos da fé; e os que são da fé não retrocedem jamais. Precisamos ter força para acordarmos com expectativa de que as coisas vão mudar e tudo vai melhorar - um novo emprego está a caminho, uma porta na universidade ou uma situação que tanto esperamos está para acontecer.

Precisamos ser corajosos, impetuosos e crermos que podemos conquistar tudo o que o Senhor planejou para nossas vidas.

5ª. Recomendação – verso 13 – “Não TEMAS

Quantos de nós nunca tivemos medo ao longo da nossa vida? Davi disse a Salomão certa vez: “Não deixe que o medo te domine, foi o Senhor que te chamou.” Meus amigos, se Deus nos chamou, Ele mesmo prometeu nunca nos abandonar em toda boa obra.

6ª. Recomendação – verso 13 – “Não te DESANIME

Nem sempre as coisas acontecem como gostaríamos e nós nos desanimamos, mas devemos sempre nos lembrar que tem pessoas que investiram em nós por toda uma vida! Assim como lemos em I Crônicas 22:14, somos frutos de um investimento de alguém. Não podemos nos desanimar e acovardar mediante algo que não está indo conforme esperávamos, foi com penoso trabalho que pessoas investiram em nossas vidas para estarmos onde estamos.

7ª. Recomendação – verso 14 – “Cuja quantidade PODES AUMENTAR

Precisamos ser pessoas que acrescentam; que dêem algo mais pelas coisas que Deus nos confiar. E então, Davi termina dizendo: “Dispõe-te e faze a obra”. Precisamos nos dispor, trabalhar, arregaçar as mangas para podermos dar certo na vida. É com duro trabalho , estratégias e ação que vemos as coisas fluírem positivamente. Oremos, trabalhemos e acreditemos que podemos dar certo; afinal, Deus tem um plano maravilhoso para nossas vidas.

Em Cristo Jesus somos feitos novos, tudo se faz novo e Nele fomos criados para dar certo; tão somente, precisamos ter prudência, entendimento, obediência a Palavra de Deus, força e coragem, não temer e não desanimar, que teremos nossos caminhos prósperos. Que Deus te abençoe!

(Montagem feita a partir do sermão pregado dia 16/11/2008, domingo pela noite, na Comunidade da Esperança – Templo do Jubileu no Alto do Taquaral- Camus II da Igreja do Nazareno Central de Campinas, pelo Pr. Flávio Valvassoura, anotado por Lucas Tognolo)

(Fávio R. Valvassoura é pastor da Igreja do Nazareno Central de Campinas, formado pelo Seminário Teológico Nazareno e também pelo Beeson Institute do Asbury Theological Seminary, EUA, com especialização em Pregação Bíblica e Liderança Eclesiástica, é coordenador nacional e sul-americano de treinamento e capacitação de líderes. Membro da Junta Geral. Doutor em Ministério pelo Asbury Theological Seminary, Wilmore, KY,EUA. Desenvolveu ministério como pastor na Igreja do Nazareno Ebenézer – Campinas, SP e na Igreja do Nazareno Brasileira – Nova York, EUA. Atua na equipe pastoral da Igreja do Nazareno Central desde 2005.)

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Romanos 5 - Justificados, Reconciliados e PAZ com Deus!


Texto Base: Romanos 5:1,11

Este é o texto através do qual Deus falou com Lutero, encorajando-o no movimento reformista; falou com Wesley, encorajando-o no movimento de avivamento na América; e apresenta um grande fundamento teológico para todos nós. Palavras fortíssimas como Justificação, Reconciliação, Salvos da Ira e Esperança, são palavras que encontramos ao ler este texto de Paulo que muito fala à corações.

Ao longo das Escrituras me chamam a atenção três livros: O Evangelho de João, narrando a vida sobrenatural de Jesus – começa descrevendo Cristo como o Verbo que sendo o próprio Deus, se fez homem e veio ao nosso meio para trazer-nos salvação. A Carta aos Romanos, relatando a profundidade da mente divina e o Livro de Apocalipse, “descortinando” para nós as coisas que estão para acontecer.

A reforma protestante, iniciada no século XVI, trouxe para nós hoje três termos que gostaria de compartilhar com vocês:

1º. – JUSTIFICAÇÃO – Ser feito Justo. É um ato forense da Justiça de Deus que precisava ser tratado e a Cruz representa este ato. Quando Cristo morreu, a Justiça de Deus se estendeu a toda a humanidade. Coisa Linda!

2ª. RECONCILIAÇÃO – Através da morte de Cristo fomos reconciliados com o Pai. O pecado do homem gera inimizade com Deus e a Cruz traz de volta a amizade que fora manchada pelo pecado; com uma das mãos Jesus pegou a nossa mão e com a outra, uniu-a com a mão de Deus. E a partir de então: “De agora em diante, NENHUMA condenação há para quem está em Cristo.”

3ª. PAZ – Romanos 5:1 TENDO sido, pois, justificados pela fé, temos PAZ com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo”. Temos PAZ, não porque ofertamos com gratidão; não porque fazemos trabalhos voluntários na igreja; mas porque Jesus Cristo é a minha PAZ. Temos PAZ com Deus mediante o sangue do Cordeiro que foi vertido lá no Alto do Calvário, por mim e por ti! Louvado seja o nome Dele. E dessa forma, tendo paz, nos relacionamos bem com as pessoas ao nosso redor.

Se somos JUSTIFICADOS, RECONCILIADOS e temos PAZ com Deus; temos assegurada a VIDA ETERNA no paraíso! Ajuntemos com o s que crêem e anunciemos a Cristo a toda criatura. Deus os abençoe!


(Montagem feita a partir do sermão pregado dia 02/11/2008, domingo pela manhã, culto das 10:00, pelo Pr. L Aguiar Valvassoura, na Igreja do Nazareno Central de Campinas, anotado por Lucas Tognolo)

(L. Aguiar Valvassoura, Pastor da Igreja do Nazareno Central de Campinas, SP, é preletor e conferencista em vários congressos e seminários nacionais e internacionais, bacharel em teologia pela Faculdade Teológica Nazarena de Campinas – Brasil, doutor Honoris Causa pela Universidade Nazarena de Point Loma – EUA, é criador do Colégio Jaime Kratz e da Associação Nazarena Assistencial que atende hoje cerca de 310 crianças e é fundador do Ministério Mãos Estendidas)

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

(Hebreus 1:1,2) - Deus fala!


“HAVENDO Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, A quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo.”

(Hebreus 1:1-2)

Nunca nesses dias o povo esteve tão atento às diversas vozes que têm se ecoado em todos os cantos do mundo. Notícias que antes eram apenas de interesse de uma determinada região, hoje se tornaram de interesse global. Somos todos direcionados por vozes – parecer de pessoas sobre como devemos agir e proceder mediante as circunstâncias a nossa volta.

Nosso Deus, a quem servimos e adoramos, sempre foi um Deus que falou com o Seu povo. O autor da carta aos Hebreus nos afirma isso no texto lido: Deus falou! Tudo começou, na história da humanidade, quando Deus começou a falar – Deus falando é Deus se comunicando. E o texto nos diz que Deus nos fala de diversas formas, de muitas maneiras.

Em Romanos 1:20 – Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis” – lemos que somos indesculpáveis em não reconhecermos a grandeza de Deus. Deus falou conosco, e continua falando, de muitas maneiras.

Como é que Deus fala conosco? Com Jó, falou através de um redemoinho; com Moisés, falou através de uma sarça; com Elias, através de um sussurro de um vento quase silencioso; com Daniel, através de uma visão; com José, através de um sonho. Mas conosco, como é que Deus pode falar?

Primeiramente, precisamos reconhecer o Poder da Voz da Deus – como está escrito em Salmos 29:3 – “A voz do SENHOR ouve-se sobre as suas águas; o Deus da glória troveja; o SENHOR está sobre as muitas águas.” Quando Deus fala algo sobrenatural acontece! Foi assim com o menino Samuel que ao ouvir a voz de Deus, futuramente, veio a tornar-se um grande profeta.

Deus quer fazer um elo conosco. Às vezes, Ele fala conosco através das palavras proferidas por pessoas que estão a nossa volta, que sem nem perceberem estão sendo voz de Deus em nossas vidas. Deus fala também através dos louvores ministrados em nossa igreja, bem como, através da mensagem ministrada pelo pregador. Deus fala de muitas maneiras conosco.

Ao longo das Escrituras percebemos dois tempos distintos nos quais Deus falou com o Seu povo. Primeiro, Ele falou por meio dos profetas – Deus usou os ungidos para mostrarem o caminho para o povo andar em santidade. E segundo, Deus falou por meio do Seu Filho – é o tempo em que vivemos! Tudo que Jesus falou e fala representa a própria voz de Deus ao coração do homem. Mas o que é que Jesus disse? O que é que a voz de Deus, através de Seu Filho, traz para nossas vidas?

É importante reconhecermos o Poder desta voz. Voz, que tem o poder de dividir muitas águas; reinos se prostram e inimigos são derrotados; enfermos são curados e pessoas são libertas. A voz de Deus traz direção, calma ao coração agitado e perturbado. Quando Jesus fala, Ele assim o faz com autoridade e poder!

Quando Deus fala, algo bom acontece. É a voz que fala ao coração ferido, ao cativo, ao enfermo, ao aprisionado por diversos males e crises. A voz de Deus traz PAZ e SEGURANÇA. Deus também nos fala para trazer ESPERANÇA. Palavras como, “Não andeis ansiosos por coisa alguma”, “Não se turbe o vosso coração”; são palavras proferidas pela voz de Deus para dar-nos algo novo. A única coisa que precisamos hoje é que Deus fale conosco. Assim, teremos esperança para prosseguirmos na nossa caminhada. Deus é um Deus que com sua voz levanta o caído e dá força ao cansado!

Precisamos manter nossos ouvidos abertos para ouvir a voz de Deus. A voz de Dele tem um único objetivo: abençoar-nos e dar-nos direção – É como a voz de um Pai que dá correção aos Seus filhos. Deus fala conosco com a voz de Amor e Carinho, como também, com a voz de correção trazendo-nos direção de como andar no bom e reto caminho. A voz de Deus é a voz que tem o poder de mudar qualquer realidade que estejamos vivendo – muda a lágrima em riso, muda a dor em alegria – como lemos em Apocalipse, “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas”.

Quando buscamos a presença do Senhor e estamos atentos para ouvir a Sua voz, tenhamos certeza: Ele fala! Deus é a nossa esperança e também, a nossa salvação – Disse Jesus: Aqueles que vêm até Mim, de maneira alguma; lançarei fora.

Hoje, Deus quer levantar o caído e restaurar aqueles que estão vivendo nas mais diversas crises (emocionais, financeiras, espirituais e familiares). Há poder na voz e na palavra de nosso Deus. Ele quer falar contigo e comigo; Ele quer falar conosco! Deus os abençoe.

(Montagem feita a partir do sermão pregado dia 02/11/2008, domingo pela noite, na Comunidade da Esperança – Templo do Jubileu no Alto do Taquaral- Camus II da Igreja do Nazareno Central de Campinas, pelo Pr. Flávio Valvassoura, anotado por Lucas Tognolo)

(Fávio R. Valvassoura é pastor da Igreja do Nazareno Central de Campinas, formado pelo Seminário Teológico Nazareno e também pelo Beeson Institute do Asbury Theological Seminary, EUA, com especialização em Pregação Bíblica e Liderança Eclesiástica, é coordenador nacional e sul-americano de treinamento e capacitação de líderes. Membro da Junta Geral. Doutor em Ministério pelo Asbury Theological Seminary, Wilmore, KY,EUA. Desenvolveu ministério como pastor na Igreja do Nazareno Ebenézer – Campinas, SP e na Igreja do Nazareno Brasileira – Nova York, EUA. Atua na equipe pastoral da Igreja do Nazareno Central desde 2005.)