sábado, 3 de janeiro de 2009

Vencido ou Vencedor?



“Certamente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e sobre si levou as nossas doenças; contudo nós o consideramos castigado por Deus, por Deus atingido e afligido.”

(Isaías 53:4)

O que fazemos quando nos deparamos com um problema que não é tão simples de ser resolvido? Sejam esses problemas sonhos ou projetos que foram destruídos por uma enxurrada, um emprego que se perdeu, um ente querido que fora embora ou mesmo uma doença fatal que surgiu. Todos nós temos e teremos experiências difíceis e dolorosas ao longo da caminhada da vida, a começar desde o nosso nascimento (na hora do parto). Mas o que fazer na hora da dor?

Há pessoas que entendem que não são capazes de dar a volta por cima, encarar o problema e sair dele; outras porém, entendem que devem ficar vivendo na auto-piedade e ainda tem outras que preferem procurar culpados pela situação em que se encontram. Outras, por sua vez, fogem do problema. Ao ler o texto de Juízes 11:1,17, vemos a história de um moço chamado Jefté que era filho de um prostituta e fora rejeitado pela própria família, porém deu a volta por cima e transformou-se em um grande líder e libertador do povo de Deus. Muitos, como Jefté, usam a dor para transformarem cicatrizes em estrelas, e você o que tem feito? Tem você sido um vencido ou um vencedor? A seguir, apresentaremos alguns passos para nos ajudar a sermos vencedores em meio às nossas lutas diárias.

1º. Passo – Sair da Defensiva e Fazer Algo que possa transformar a dor em estrelas;

Para Jesus, as adversidades serviam como oportunidades para Ele avançar, crescer ministerialmente; e cada abuso, como oportunidades para demonstrar atitudes persistentes de amor. Precisamos usar um pouco de fôlego que temos para sairmos do “caixão” que nos prende e darmos um passo adiante.

2º. Passo – Nunca se Acomodar em Razão do Fracasso;

Em meio à dificuldade, precisamos descobrir um caminho alternativo para vencermos, usarmos o que temos de melhor para conseguir dar a volta por cima, como no caso da borboleta que se desprende de uma força fora do comum para sair de dentro do casulo e voar. Precisamos ter uma força fora do comum para sairmos do “casulo” que nos prende e voar para ares mais altos que o Senhor tem para nós.

3º. Passo – Lembrar que Em Cada Adversidade existe uma Possibilidade;

Precisamos fazer da nossa dor, um trampolim para o próximo lugar que Deus tem guardado para nós. Fazer da nossa dor, uma possibilidade para crescermos – enxergarmos através dela uma janela aberta para continuar lutando. Deus tem um propósito maior em meio a nossas lutas. Oremos mais, Jejuemos mais e prossigamos adiante!

4ª. Passo – Lembrar que Toda vez que uma Porta se Fecha, Outra se Abre;

Servimos e adoramos a um Deus que é todo-poderoso para nos guardar e libertar de toda dor; Ele é o bom pastor que dá a vida pela suas ovelhas e se uma porta se fechar é porque Ele tem algo bom e melhor para os Seus. Precisamos ter paciência para esperarmos e vermos o melhor de Deus para nossas vidas, crendo que Ele está no controle de todas as coisas. Se uma porta se fechar, outra vai abrir; é só uma questão de ter fé!

5º. Passo – Fazer Algo Muito Maior do que já Fora Feito.

Em meio às nossas lutas; amemos mais, oremos mais, sonhemos mais, insistamos mais um pouquinho e falemos mais. Sempre há algo a mais que possa ser feito para melhorar. Deus não quer simplesmente que vivamos nas nossas experiências do passado, mas sim, que avancemos além! Em Cristo, há sempre algo mais que possa ser feito.

Para concluir, em Hebreus 11:32,40; vemos uma verdadeira galeria dos chamados heróis da fé – pessoas que um dia ousaram ter fé e acreditaram que poderiam, em Cristo, contornar toda e qualquer adversidade. Precisamos, assim como esses homens da Bíblia, nos lembrar que é na nossa fraqueza que somos fortalecidos. Não podemos desistir, baixar a guarda e pararmos de crer; Deus tem algo bom para cada um de nós! Deus nos abençoe.


(Montagem feita a partir do sermão pregado dia 03/01/2009, sábado, pelo Pr.Alex Fonseca, na Igreja do Nazareno Central de Campinas, anotado por Lucas Tognolo)

(Alex B Fonseca formou-se pelo Seminário Teológico Nazareno - 1994, estudou em Point Loma Nazarene University - 96-99, especializando-se nas seguintes áreas: Língua Inglesa, Ministério com Adolescentes e Jovens, e Mestrado em Ministérios; atuou na Igreja do Nazareno de San Jacinto - CA – USA, como pastor voluntário junto ao Ministério de Juniores e Louvor; e como missionário responsável no Louvor, Evangelismo, Jovens e Missões, na Igreja do Nazareno em Tehachapi - CA – USA, 1998-2001, faz parte da Equipe Pastoral da Igreja do Nazareno Central em Campinas desde 2001)