terça-feira, 5 de agosto de 2008

A Oração de Jabez


Texto Base: I Crônicas 4: 9-11

Há alguns anos atrás surgiu um livro de grande circulação nos EUA – A Oração de Jabez – que foi uma “febre” mundial. Em visita a um hospital, o Pr. Jocymar da Igreja do Nazareno, junto com alguns médicos ao redor do enfermo ouviu de um dentre os médicos: “O que é que a oração de um pastor pode fazer nesta hora?” Meu amado, na Bíblia lemos diversas orações que nos trazem ousadia em meio à situações como a presenciada pelo nosso querido pastor. Ana orou e o coração de Deus e a do sacerdote Elias foram amolecidos para atender o seu favor; Jesus mesmo nos ensinou a orar para que pudéssemos encher nossas vidas de alegria.

Este texto das Escrituras nos apresenta uma pequena oração feita por um moço chamado Jabez – alguém que foi gerado em meio à dores. Deus o abençoou com a Sua graça, pois havia ouvido a oração deste moço. Aprendemos com a oração feita por Jabez alguns princípios importantes para nossas vidas.

1º. Princípio: (verso dez): Jabez invocou o Deus de Israel

Note bem amado que ele não se apoiou na expectativa que colocaram em sua vida, mas no poder que há na oração. Ele se apoiou na oração ao verdadeiro Deus. Podemos notar neste texto uma pequena oração produzindo grandes resultados porque Jabez teve coragem para orar. Nosso Pai ainda ouve as nossas orações, Ele mesmo nos diz através do profeta Jeremias em Jeremias 33:3 – “Clama a Mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas que tu não sabes”

2º. Príncipio: (verso dez): “Que o Senhor me abençoe

A oração de Jabez foi focada: ser abençoado. Ele queria ser uma benção. Assim como Deus prometeu a Abraão ao chamá-lo para deixar tudo e O seguir que este seria uma benção; Jabez pede o mesmo. Meu amado, você é uma benção porque o Senhor escreveu seu nome no Livro da Vida, apagou o seus pecados e quer te usar para que o nome Dele seja glorificado. Aleluia!

3º. Princípio: “Que o Senhor alargue as minhas fronteiras”

O desejo de Deus para vida deste moço – Jabez – é de que ele não fosse uma pessoa limitada porque alguém o estigmatizou, o rotulou negativamente; mas sim, Deus queria que a vida dele fosse unicamente limitada pela graça! Amplie sua visão meu amado – há milhares de pessoas a sua volta precisando ouvir a Palavra de Deus. Jabez queria acreditar que o Senhor tinha algo tremendo para a vida dele. E assim devemos também proceder!

4º. Princípio: “Jabez orou para que a mão de Deus fosse sobre a vida dele

Não desejamos estar nas mãos das pessoas à nossa volta, das circunstâncias em que vivemos; mas nas mãos do Senhor. Quando a mão de Deus está nas nossas vidas, o favor Dele está sobre nós. Na Bíblia lemos que no mundo teremos aflições e perseguições, mas como é bom saber que a mão do Senhor está conosco e de todas elas Ele nos livra. Os três amigos de Daniel foram jogados na fornalha e não se queimaram, Paulo e Silas estiveram no cárcere e ali glorificaram a Deus; porque todos eles estavam nas mãos de Deus! Deus nos ama tanto, meu amado, que Ele gravou o nosso nome na palma de Suas mãos. Ele é o oleiro que pega nossa vida como um vaso quebrado e a transforma. Quantos cacos quebrados e que ninguém viu mais nada, mas o Senhor colocou Sua mão sobre estes cacos e os transformou? Em Deuteronômios 28:7 - "O SENHOR entregará, feridos diante de ti, os teus inimigos, que se levantarem contra ti; por um caminho sairão contra ti, mas por sete caminhos fugirão da tua presença."

5º. Princípio: “Me preserves do mal”

Jabez vê o fracasso em sua vida, pede para que Deus o transforme em sucesso, mas também, pede para que Deus não deixasse que o sucesso o destruísse. O sucesso é a causa da destruição de grandes pessoas – Davi no palácio viu a Bate-Seba e pergunta a um de seus oficiais quem era aquela moça, o oficial lhe disse: “É Bate-Seba mulher de Urias”, mas Davi estava tão alto que não ouviu a voz de Deus e cometeu adultério. Meu amado, nós só estamos em pé por causa da graça do Senhor em nossas vidas. Que o Senhor possa nos livrar de pecar, esquecer a Palavra de Deus e o compromisso com Ele. Há muito o que fazer por Ele ainda! Não podemos nos conformar enquanto pessoas morrem de fome espiritual todos os dias a nossa volta.

6º. Princípio: “E o Senhor, me concedeu...”

Jabez acreditou na resposta. Precisamos acreditar que Deus ainda é o El Shadai, o Todo-Poderoso. Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente. Nosso Deus não muda e continua operando milagres e maravilhas nas nossas vidas.

Para concluir, lemos que Jabez tornou-se o mais ilustre da sua casa. Conforme Sofonias 3:20 – “Naquele tempo eu ajuntarei vocês; naquele tempo eu os trarei para casa. Eu lhes darei honra e louvor entre todos os povos da terra, quando Eu restaurar a sua sorte diante dos seus próprios olhos, diz o Senhor” – Deus pode mudar a história de cada um de nós para que o Seu nome seja glorificado. Deus te escuta, te entende e Ele te concede um melhor caminho para a tua vida!

Deus te abençoe!

(Montagem feita através do sermão ministrado dia 03/08/2008, domingo pela manhã, pelo Pr. Jocymar B. Fonseca, na Igreja do Nazareno Central de Campinas, anotado por Lucas Tognolo)

(Jocymar B. Fonseca é formado pelo Seminário Nazareno em 1994 e faz parte da Equipe Pastoral da Igreja do Nazareno Central em Campinas desde 1995 na qual atua como pastor responsável pelo ministério de louvor e adoração e é líder do ministério Celebrai.)