terça-feira, 20 de maio de 2008

Eu Vos Aliviarei!!!



Há um sentimento generalizado de frustração em nossos dias. Quanta gente cansada de viver, deserta da vida por não suportar o peso que carrega, especialmente, o da desilusão.
Não é exagero afirmar que vivemos a “era” do cansaço. Não só do cansaço, da angústia também.

É um mundo de correria. De atropelos. Nosso cotidiano tornou-se taquicardíaco. Está acometido de arritmia. É cada vez mais difícil encontrar um lugar e uma hora para repouso. O ritmo da vida adoeceu a existência; aliás, infernizou-a completamente. As pessoas, quais peregrinos, correm atrás de miragens, que se multiplicam e se repelem constantemente.

É o cansaço de quem corre a esmo. De quem luta sem nunca derrotar o seu adversário. De quem trabalha sem paga. De quem chora sem consolo. De quem rema sem sair do lugar. De quem cansou de esperar.
Nosso século não sofre apenas de cansaço, padece de angústia também. Em alguns casos, de uma inexplicável angústia. De uma angústia sem causa aparente. Penso até que as pessoas sofrem, não raro, sem saber por quê. Contudo, sofrem! E sofrem tanto mais, quanto menos saberem qual a razão.

Recordo-me, agora, da expressão angustiante do salmista Davi, quando interrogou a si mesmo: “Porque estais abatida oh minh’alma!, e porque te perturbas dentro de mim?”(Sal 42:05). É a projeção da dor de quem já nem consegue mais saber o porquê de sua angústia. Esse tipo de frustração tem o poder de destruir nossa fortaleza interior.
O mal estar em nossos dias provém menos de males fisiológicos, do que de perturbações psicológicas. As pessoas sofrem muito mais da alma do que do corpo. Prova disso é o crescimento, cada vez maior, do consumo de tranqüilizantes, e a procura crescente pela auto-ajuda, esoterismo, pelo orientalismo, como remédios para o corpo cansado e a alma sofrida. “A alma adoece e o corpo padece”, diz o dito popular.

Jesus Cristo, o terapeuta da esperança, tem uma mensagem dirigida aos cansados e abatidos, face as pressões da vida: “Vinde a Mim e Eu vos aliviarei”.

- Como então?
Tomando sobre si as nossas dores e carregando e, Ele mesmo, os nossos fardos. Ou, carregando-os junto conosco. Dispondo seus ombros à carga que nos aflige. Chorando as nossas lágrimas e sentindo a nossa dor.
Aos cansados e angustiados por causa da arritmia moderna, o melhor remédio não é desertar da vida, mas voltar-se para Deus, a fonte da vida. Ele renova nossas forças e sussurra em nossos ouvidos: “Vinde a Mim e Eu vos aliviarei”. É a voz da esperança!

(Estevam Fernandes de Oliveira, Pastor da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, PB, é Psicólogo Clínico e Terapeuta Familiar, conferencista nas áreas de Família e Liderança; mestre e doutorando em Ciências Sociais. Texto extraído do portal http://www.pibjp.com.br, edição de 11/02/2008 e divulgado entre amigos com autorização do autor).


Vento mais Forte da Minha Parte Virá!!!


Texto Base: João 3:8

“O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.”

Há muitos homens/mulheres na história que foram muito usados por Deus para nos ensinar a viver uma vida de santificação. Esse texto de João é muito importante para que saibamos quem é o Espírito Santo? O Senhor Jesus usa uma ilustração para explicar a Nicodemos quem era o Espírito Santo – o Vento. Vento no grego significa Espírito. E aqui, no versículo oito, aprendemos alguns segredos sobre o Espírito Santo.

1º. Segredo: O Vento SOPRA!

Há uma continuidade na obra do Espírito Santo. Tanto lemos em Gênesis 1:2 que e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas, como lemos em Apocalipse 22:17 que o Espírito e a Noiva dizem vem. Nunca houve um momento na história que o Espírito Santo não estivesse em ação.

2º.Segredo: O Vento Sopra onde quer – A Obra é LIVRE!

Alguns de nós muitas vezes queremos limitar a ação do Espírito Santo, chegando muitas vezes a dizer que só O sentimos se este se manifestar de algumas maneiras específicas, como se estivéssemos domesticando-O. O Espírito Santo sopra onde quer, da forma como quer em quem Ele quer. Ele é Deus. Podemos experimentá-lO como um forte vento, uma brisa suave ou até mesmo um tornado. Deus é Espírito. A Obra do Espírito é Livre.

A Igreja está para mudar o mundo, mas sem o Espírito Santo é o mundo quem muda a Igreja. Sem a ação do Espírito Santo, todas as nossas tentativas são em vão. Ele sopra onde quer mas precisamos buscá-lO com todas as nossas forças.

3º.Segredo: Nós ouvimos a Sua Voz – A Ministração do Espírito é RECONHECÍVEL!

Poucos se esforçam no sentido de buscar o Espírito Santo. Alguns apenas querem uma experiência com Ele na Igreja. O Espírito Santo é como o Senhor Jesus. A Obra dEle é fazer com que pareçamos com Cristo, que andemos como Cristo andou. A intimidade para com o Senhor é para àqueles que O temem. Quem busca o Senhor consegue reconhecê-lO em todos os momentos ao longo da vida.

Precisamos desejar a obra para que o Espírito venha e nos santifique para que dia-a-dia, de glória em glória sejamos mais parecidos com o Senhor Jesus. Se já conhecemos o Senhor, precisamos continuar conhecendo-O ainda mais. Ele está em nosso coração e quer governar nossas vidas por completo.

Busque o ministério do Espírito Santo, consagre-se neste ministério e creia na obra que Ele é capaz de fazer em sua vida. Amém.

(Esboço do sermão do dia 18/05/2008, domingo pela manhã, ministrado pelo Pr. Ernesto Ferreira Jr., copiado por Lucas Tognolo)

(Ernesto Ferreira Jr., Pastor da Igreja do Nazareno Central de Campinas, SP, é formado pelo Seminário Teológico Nazareno, Mestrando em Ciências da Religião pelo Seminário Nazareno das Américas e convidado pelo Pr. Aguiar para compor sua equipe desde Janeiro de 2003, a qual atua como responsável pelo ministério de Grupos Pequenos)