terça-feira, 8 de junho de 2010

Parem de Ferir à rocha!

Texto Base: Números 20:2,13
“(...) Falai à Rocha e dará a sua água.”

Por três vezes lemos nas Escrituras que Israel contendeu por falta de água, tanto em Êxodo 15:22, quanto em Êxodo 17:1 e agora na passagem de Números20:2. Nas duas primeiras citações, Deus tratou de forma diferente com o povo, ordenando a Moisés que ferisse a Rocha para que dela brotasse água. Agora, após cerca de 38 anos peregrinando no deserto, Deus anunciava que o povo precisava de santificação!

Precisamos tomar cuidado com as necessidades urgentes que sobrevém sobre nós; podemos estar passando por “desertos”, mas se estivermos na Presença de Deus, tudo o mais acontecerá naturalmente. É Deus quem dirige nossa vida e tem o melhor para cada um de nós.

O povo se viu debaixo de uma grande necessidade, a escassez de água, e chegou ao ponto de dizer que Deus os havia tirado do Egito para morrerem no deserto, duvidando da promessa da terra deleitosa que mana leite e mel que Deus havia prometido para eles. Conosco não é diferente, quantas vezes em meio a nossas lutas, nos esquecemos da fidelidade de Deus para nós?

Através do texto de Números podemos aprender alguns princípios para não cairmos no mesmo erro praticado pelo povo.

1º Princípio: Precisamos buscar mais a Deus – Muito embora não saibamos as circunstâncias envolvidas na nossa situação, precisamos saber ao menos aonde vamos!
É comum em nossa vida de correria buscar tantas coisas alheias e nos esquecermos da principal delas, ou simplesmente, deixar como última opção de nossa lista de prioridades: Buscar a presença de Deus, o que é feito quando lemos as Escrituras, oramos e jejuamos. Precisamos voltar a prática das primeiras Obras! “Buscai primeiro o Reino de Deus e a Sua Justiça, e todas as demais coisas vos serão acrescentadas”.

2º Princípio: Precisamos ter Visão – Assim que Moisés e Arão buscaram ao Senhor, a glória Dele apareceu! É hora de termos uma experiência com Deus para que a próxima geração possa dizer que viu a glória de Deus em nós.
Servimos ao mesmo Deus que abriu o mar Vermelho e derrubou as muralhas de Jericó; Ele faz milagres continuamente, pois é o mesmo ontem, hoje e será eternamente!

3º Princípio: Precisamos ouvir a Voz de Deus - Deus falou com Moisés! O que é precisamos fazer? Quando ouvimos a Voz de Deus, Ele nos dá estratégias para guerrearmos, conforme o Salmo 140:7. Um cristão não é guiado pelo que ele acha que deve fazer ou aonde ir, mas pela Voz de Deus e a Sua Palavra!
Deus hoje ainda tem um povo santo que não se curvou perante o “bezerro de ouro” e O teme!

4º. Princípio: Precisamos “Falar a Rocha” – Em outras palavras, isso implica obediência. Deus está atrás de pessoas cujo coração está pronto a Obedecer, conforme está escrito: “Melhor é Obedecer do que Sacrificar”. Jesus já foi ferido na Cruz por nós e pelas Suas feridas nós fomos curados! Hoje tudo o que Deus pede é obediência, algo tão simples para que conquistemos tudo o que Ele nos prometeu.

Notemos agora que Moisés num ato de orgulho e incredulidade feriu a Rocha duas vezes e ainda assim, a água brotou. Há muitas coisas que vemos ao nosso redor que parecem que tudo vai muito bem, mas Deus lá do Alto Trono já rejeitou! Com Moisés e o povo que com ele andava no deserto, o fim foi à morte, exceto para Josué e Calebe.

Conosco pequenas omissões ao que é certo ou fazer o que é errado, como a segunda olhada, a não entrega dos dízimos no tempo certo e ainda a manipulação de fatos para aparentarmos espirituais; fazem com que Deus se desagrade de nós – Ai daqueles que parecem ser, mas não são – Que o Senhor não se desagrade de nós, pois nada que está oculto, ficará oculto. Deus chamará a juízo todo mundo, dos menores aos maiores lideres.

Ferimos a Rocha quando não respeitamos a autoridade espiritual que Deus designou sobre nós e enganamos o nosso próximo. Precisamos estar ancorados na Rocha, pedir perdão a Deus pelas vezes que O injuriamos por invejas, negativismo e divisões.

Que hoje possamos pedir ao Espírito Santo que nos ajude a não ferir a rocha. Cada um de nós dará conta do que Deus colocou em nossas mãos! Deus te abençoe!

(Sermão pregado dia 06/06/2010 na Igreja do Nazareno Central, pelo Pr. Jocymar Fonseca, anotado por Lucas Tognolo)
(Jocymar B. Fonseca é formado pelo Seminário Nazareno em 1994 e faz parte da Equipe Pastoral da Igreja do Nazareno Central em Campinas desde 1995 na qual atua como pastor responsável pelo ministério de louvor e adoração e é líder do ministério Celebrai.)





segunda-feira, 7 de junho de 2010

Principios para uma Vida Melhor

Texto Base: Josué 3:1,5

Há sempre um momento na nossa vida no qual precisamos definir algo novo para nós. É interessante notar que a Bíblia é a Palavra revelada de Deus para nossas vidas, nEla contém a vontade de Deus para cada um; é a Voz de Deus que nos dá a direção certa em meio a situações difíceis.

Josué tinha como missão levar o povo ao ritual da passagem, algo novo, para que pudessem usufruir das promessas de Deus feitas por meio de Moisés. O povo, por desobediência e idolatria, não pode chegar a Terra Prometida e, coube a Josué instruir aos descendentes alguns princípios a fim de que não cometessem os mesmos erros dos seus antecessores e chegassem ao lugar onde Deus queria levá-los.

1º. Princípio – Todos nós precisamos de guias
A Arca do Senhor representava a Presença de Deus no meio do povo; é Ele quem mostra o caminho! Nossos sonhos, planos, questões familiares e de trabalho; tudo deve ser feito segundo a direção que Deus aponta para nós. Muitas vezes temos o hábito de querer partir do ponto A para o ponto B por nossa própria decisão, sem antes consultar ao Senhor e daí surgem lutas, pela precipitação de querer fazer tudo da nossa maneira.
Precisamos lembrar, conforme o Salmo 23, que Deus vai à nossa frente e que os caminhos Dele são perfeitos e nos leva a perfeição!

2º. Princípio – Seguir a Deus
Quando virmos a Presença de Deus, precisamos também ter uma atitude ativa; mais que um conselho, significa uma ordem. Seguir a Deus é o grande segredo para cruzar o rio e desfrutar de uma vida plena com Ele, para isso, faz-se necessário manter os olhos fixos em quem nos guia, se não, perdemos a referência para onde ir.
Jesus é o guia perfeito que sabe o caminho para uma vida plena e deseja nos pegar pela mão para que o sigamos!

3º. Princípio – Santificação
Um caminho de santidade sempre nos levará aonde Deus quer nos levar. O caminho para a maravilha passa pela santificação: uma vida pura e reta diante do Senhor Jesus. Do mesmo modo quando um GPS acusa um erro de trajeto em um veículo e recalcula a rota correta, precisamos concertar tudo em nossas vidas que está andando na contramão da vontade de Deus, de modo contrário, o resultado será catastrófico! Se continuarmos no pecado, falharemos. Precisamos buscar a Deus porque só Ele tem o rumo certo para a nossa vida.

Neste dia, Deus deseja nos dá direção para questões de nossa vida que precisam ser ajustadas. Para isso, precisamos buscá-Lo, segui-Lo e santificarmos nossas vidas. Um Deus santo fala ao coração de quem é santo e faz maravilhas no meio do seu povo.

Que Deus te abençoe!

(Sermão pregado dia 06/06/2010 na Igreja do Nazareno Central de Campinas pelo Pr. Flávio Valvassoura, anotado por Lucas Tognolo)

(Fávio R. Valvassoura é pastor da Igreja do Nazareno Central de Campinas, formado pelo Seminário Teológico Nazareno e também pelo Beeson Institute do Asbury Theological Seminary, EUA, com especialização em Pregação Bíblica e Liderança Eclesiástica, é coordenador nacional e sul-americano de treinamento e capacitação de líderes. Membro da Junta Geral. Doutor em Ministério pelo Asbury Theological Seminary, Wilmore, KY,EUA. Desenvolveu ministério como pastor na Igreja do Nazareno Ebenézer – Campinas, SP e na Igreja do Nazareno Brasileira – Nova York, EUA. Atua na equipe pastoral da Igreja do Nazareno Central desde 2005.)