quarta-feira, 6 de maio de 2009

Texto Base: Marcos 5:25,34


“E Ele lhe disse: Filha, a tua fé te salvou; vai-te em paz e fica livre do mal” Marcos 5:34

A história narrada em Marcos nos retrata algumas peculiaridades que enfrentamos; todos nós passamos por momentos difíceis, tais como, a perda de alguém, um emprego ou enfermidade.

As tragédias da vida normalmente nos pegam de surpresa, de uma forma que subitamente, aquilo que estava indo tão bem, começa a ir tão mal.

A personagem principal da história sofria de uma hemorragia há doze anos, não sabemos o porquê de tamanho sofrimento, mas podemos imaginar que era mui grande a ponto de ela procurar todas as formas possíveis para se ver curada. Assim é com a nossa vida também: quando enfrentamos uma terrível dor, tentamos todas as maneiras possíveis para de alguma forma ver o que nos atormenta ir embora.

Infelizmente, diante disso, muitas pessoas são ludibriadas e enganadas por certos tipos de “curas espirituais” que só as fazem ficarem com as forças drenadas. Na tentativa de estancar as feridas, é comum nos encontrarmos como essa mulher: Sofrendo e Sem Forças. Uma pequena hemorragia, se não tratada pode levar-nos à morte – Só há uma pessoa capaz de estancar quaisquer feridas do corpo e da alma, e essa pessoa tem o nome que está acima de todo nome: Jesus Cristo!

Conforme lemos em Marcos 5:26: “e muito padecera à mão de vários médicos, tendo despendido tudo quanto possuía, sem, contudo, nada aproveitar, antes, pelo contrário, indo a pior.” Uma pequena hemorragia, não tratada, só fazia aquela moça piorar. Se não tratarmos daquilo que nos faz sofrer, o amanhã poderá ser muito pior!

Mas que bom é saber que há esperança em meio a quaisquer “hemorragias”, crises diversas que enfrentamos. Aquela moça ouvira falar da fama de Jesus: por onde Ele passava, vidas eram curadas e transformadas! Hoje o mesmo também se aplica em nossas vidas; Jesus não apenas tem o poder para nos curar de toda mazela, como também, pode libertar-nos de toda cadeia que nos prende. Precisamos, uma vez conhecendo a fama Dele, espalhar por toda cidade daquilo que fez e faz em nós – Quando Jesus põe a Sua Poderosa mão em nossas vidas é impossível não querermos compartilhar com todos o que Ele tem feito, pois grandes são as obras das Suas mãos.

A mulher ao ouvir falar da fama de Jesus, resolveu em seu coração encarar a multidão que cercava a Cristo e por um ato de fé, tão somente, tocar-Lhe as vestes para ser curada. Jesus está disponível a todos nós, mas precisamos encarar as “multidões” que nos cercam: medo, doenças e quaisquer impossibilidades – e apenas, pela fé, crer que Jesus pode nos curar. A moça creu que o Senhor podia curá-la e foi curada! A diferença não está no ato de tocar as vestes de Jesus, mas na forma como se deu o ato: pela fé! Não precisamos fazer muito, apenas termos uma atitude de fé, crendo que em Jesus está todo o poder para nos fazer livres de todo sofrimento.

Na passagem de Marcos 5:29 lemos: “E logo se lhe estancou a hemorragia, e sentiu no corpo estar curada de seu flagelo.” Quando Deus toca em nós, sentimos que algo nos acontece, que a graça nos alcançou e, de imediato, somos curados. Louvado seja o Nome que está acima de todo nome, sob o qual um dia todo joelho se dobrará e toda língua confessará que Ele (Jesus Cristo) é o Senhor!

Jesus, sendo Deus, e portanto, Onisciente, sabia quem o havia tocado nas vestes, porém, como Mestre, queria ainda ensinar à multidão mais uma coisa: Além da cura, Ele também está interessado em perdoar. Jesus olha ao redor e procura a mulher, e a mulher, cheia de temor, prostra-se aos Seus pés, contando toda a verdade. Após isso, Jesus a despede debaixo de paz, dizendo: (Marcos 5:34 “Filha, a tua fé te salvou, vai-te em paz e fica livre do mal.”) À todos quanto estão com a vida em pé de guerra, Jesus quer liberar a paz, não como um mundo a dá (uma paz armada), mas uma paz que excede todo entendimento! A hemorragia se estancou, mas o mal daquela moça foi embora depois que ela contou toda a verdade a Cristo.

Hoje, Jesus também quer estancar toda a hemorragia que nos incomoda, seja ela causada por uma doença física ou emocional, basta nós, com um ato de fé encarar as multidões e pela fé, tocar-Lhe as vestes, crendo que Dele pode sair poder para nos libertar. A nossa história pode ser mudada ao contarmos a Ele toda a verdade e então, termos paz! Que Deus te abençoe.

(Montagem feita a partir do sermão pregado dia 03/05/2009, domingo à noite, na “Comunidade da Esperança” – Campus II da Igreja do Nazareno Central de Campinas - pelo Pr. Flávio Valvassoura, anotado por Lucas Tognolo)

(Fávio R. Valvassoura é pastor da Igreja do Nazareno Central de Campinas, formado pelo Seminário Teológico Nazareno e também pelo Beeson Institute do Asbury Theological Seminary, EUA, com especialização em Pregação Bíblica e Liderança Eclesiástica, é coordenador nacional e sul-americano de treinamento e capacitação de líderes. Membro da Junta Geral. Doutor em Ministério pelo Asbury Theological Seminary, Wilmore, KY,EUA. Desenvolveu ministério como pastor na Igreja do Nazareno Ebenézer – Campinas, SP e na Igreja do Nazareno Brasileira – Nova York, EUA. Atua na equipe pastoral da Igreja do Nazareno Central desde 2005.)