quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Você Precisa ser Determinado!


“Você Precisa Ser Determinado”

Texto Base: Daniel 1:8

No contexto do texto lido, Daniel foi levado deportado de Jerusalém para a Babilônia durante o reinado do Rei Jeoaquim, que fora escolhido na Babilônia imperador dos caldeus por três anos. Daniel possuía idade entre doze e dezesseis anos naquela época. Como é que um garoto nessa idade chega em um império formidável, olha a comida e a bebida oferecidos pelo imperador, e decide não se contaminar com aquelas iguarias oferecidas a demônios? Imagine um garoto, longe do pai e da mãe, em um império fantástico e que não se contamina com as "iguarias" oferecidas a ele.

Na passagem de Daniel 2:23 - Ó Deus de meus pais, eu te dou graças e te louvo, porque me deste sabedoria e força; e agora me fizeste saber o que te pedimos, porque nos fizeste saber este assunto do rei” – notamos que os PAIS de Daniel foram fundamentais para ele ser o que foi (DETERMINADO). Os pais são os arquitetos e os construtores da família – relacionamentos conjugais problemáticos geram filhos problemáticos. Cuidado! Que tipo de filhos nós estamos criando? Em Provérbios 2:6, encontramos uma boa maneira de criarmos nossos filhos – Porque o SENHOR dá a sabedoria; da sua boca é que vem o conhecimento e o entendimento – com o entendimento e conhecimento que vêm do Alto. Devemos tomar cuidado com a duplicidade de personalidade, isso pode gerar doença mental grave – em casa de um jeito e na igreja de outro jeito. Que tipo de geração nós estamos criando?

1ª. Geração - Geração Rebelde – Porque em casa não tem princípio, autoridade, disciplina e punição! Muitas vezes é melhor vermos nossos filhos chorarem uma vez do que nós chorarmos por causa deles depois. Não falo aqui de um ato de violência, mas sim, um ato de disciplina enquanto temos filhos pequenos em idade de aprendizado; devemos honrá-los quando merecerem e discipliná-los quando for preciso.

2ª. Geração – Geração Perversa e Má – Porque em casa não se tem amor, carinho e afeto, e sim, valores matérias (tênis de marca, televisão, etc). Uma relação de afeto é aquela onde se fazem refeições junto, há abraços e beijos.

3ª. Geração – Geração que não teme à Deus – Porque os pais não honram à Deus – não levam os seus filhos para serem ensinados na escola bíblica, não fazem devocionais ensinando a Bíblia para o seus filhos – Pais devem “impregnar” a Palavra de Deus no coração de cada filho, conforme lemos em Provérbios 22:6“Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele”.

Na passagem vemos escrito também que “Daniel aceitou em seu coração. Ele foi uma pessoa determinada na vida, ou seja, alguém responsável por suas escolhas baseado em seus princípios. Uma pessoa que sabia o que queria e onde iria chegar. Daniel decidiu três coisas importantíssimas na vida dele e que servem de base para nós também.

1ª. Decisão (implícita) – “Eu não vou me contaminar”

Tudo que estragasse a vida de Daniel, ele não queria! Há dois instintos naturais em qualquer ser humano: a fome e a sede. Porém, Daniel decidiu em seu coração pular fora das iguarias do Rei para não prejudicar seu relacionamento com Deus. Assim como lemos nas Escrituras em I Coríntios 10:23 – “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam”. Daniel decidiu não amar as coisas do mundo para que o Amor do Pai permanecesse nele, como lemos em I João 2:15 – “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele”. Tiago já nos advertia também que a amizade com o mundo é inimiga de Deus, em seu livro (4:4) – “Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus” - devemos assim como Daniel, não nos contaminarmos com as “iguarias” que há no mundo, para que possamos viver segundo o coração de Deus – Em I Pedro 4:2 - “Para que, no tempo que vos resta na carne, não vivais mais segundo as concupiscências dos homens, mas segundo a vontade de Deus” . E a vontade de Deus é a nossa santificação – I Tessalonicenses 4:3 – “Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição”.

2ª. Decisão (explícita) – “Eu escolho meus amigos”

Daniel decidiu em seu coração quais pessoas ele queria ter como amigos: Ananias, Misael e Azarias – Amigos que, assim como ele, tinham um compromisso com Deus. Devemos decidir nossas amizades à luz da Bíblia – I Coríntios 15:33 - “Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes”. Daniel era bem determinado em ter um relacionamento profundo com Deus.

3ª. Decisão (explícita) – “Eu sei o que eu quero da vida”

Os quatro rapazes estavam sendo preparados para serem alguém dentro do Império e não para servirem “bebidas e comidas” para o povo, e assim também precisamos saber o que queremos ser, aonde queremos chegar. Aonde você quer chegar meu amado? O que você quer nessa vida? Jesus veio ao mundo para que tenhamos vida e a tenhamos em abundância, conforme João 10:10 – “O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância”. Precisamos ter objetivos na vida! Para chegarmos em algum lugar, tudo começa com um pensamento (memória, passado) que se torna em sonho (pode até ser utópico) e se materializa em visão, a visão parte para a ação que torna a ser um hábito e molda o caráter para chegar em um destino. “As atitudes que você tomar na sua vida; irão decidir as atitudes que a tua vida terá em relação a você”. Deus reage muito às nossas atitudes do que propriamente age usando Sua Soberania e Poder, conforme lemos em Deuteronômios 30:19 – “Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência”.

As atitudes de Daniel geraram nele um resultado. Se você for determinado e decidir aonde quer chegar, Deus vai agir em seu favor. Vejamos três promessas de Deus para Daniel que valem para nossas vidas também se decidirmos ser determinados:

1ª. Promessa – (Verso 9) – Deus deu a Daniel Graça e Misericórdia diante dos chefe dos eunucos.

2ª. Promessa – (Versos 19,20) – Os quatro rapazes se destacaram no meio social onde viviam.

3ª. Promessa – (2:48) – Daniel foi preparado para servir o Rei no seu protocolo, mas agora, fora colocado como governador do Império. DEUS vai te colocar em posições maiores que você nunca imaginou!

Deus te abençoe!

(Montagem feita a partir do sermão pregado dia 22/07/08, terça-feira, na Igreja do Nazareno Central de Campinas pelo Pr. Silas Malafia, anotado por Lucas Tognolo)

(Silas Malafaia é Pastor da Igreja Assembléia de Deus na Penha, Rio de Janeiro/RJ, Psicólogo, Conferencista Internacional, Professor de Teologia nas cadeiras de Evangelismos Pessoal e Síntese do Antigo Testamento, Vice-Presidente do CIMEB – Conselho Interdenominacional de Ministros Evangélicos do Brasil e possui um dos mais antigos programas evangélicos na TV).