quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Sim ou Não?


Textos Base: Mateus 5:33,36 e II Coríntios 1:15,24

O cristianismo, nos últimos anos, tem mudado de direção ao redor do mundo. Após se estabelecer no Oriente, dali migrado para a Europa e, da Europa, partido para o resto do mundo; algumas perguntas nos surgem à mente. Que qualidade de Evangelho nós temos para oferecer? Que qualidade de pregação nós temos a oferecer já que somos o “pacote da esperança” do mundo cristão? Afinal, somos o povo do sim ou o do não?

No texto de Mateus, Jesus diz por quatro vezes a expressão Não Jureis e conclui dizendo que nossa palavra como cristãos deve ser apenas sim ou não. Paulo, pregador dos gentios, escreve a segunda carta aos coríntios de modo rigoroso por causa do pecado que se alastrava por lá; como lemos em II Coríntios 1:19 – Cristo não foi sim ou não, mas sempre foi o SIM. Qual é o sim que temos que proclamar ao mundo? Quais os nãos que podemos fincar nossas posições?

Primeiro, gostaria de compartilhar com vocês os nãos nos quais devemos fincar nossas posições:

1º - Devemos dizer não ao pecado,

O pecado, segundo uma definição calvinista, é errar o alvo que Deus tem para o mundo. O homem peca todos os dias através de palavras, pensamentos e obras. Segundo uma definição puritana, pecado é a transgressão voluntária de uma lei conhecida. De acordo com o livro de Tiago, todos que sabem fazer o bem e não fazem, cometem pecado. Paulo, no livro de Romanos, faz-nos uma dissertação sobre o pecado e o autor de Hebreus ainda complementa dizendo que tudo aquilo que tenazmente nos assedia para a carne é pecado.

Enfim, podemos concluir que pecado é tudo aquilo que ofende ao coração de Deus e quem está concentrando no ideal, que é Cristo, não tem tempo para pecar! O pecado tira a nossa liberdade de viver – ele tira os nossos olhos da nossa família, esposa, marido, pais, filhos; porque ele nos envergonha frente a todos que nos cercam - Adão e Eva quando pecaram no Éden se esconderam da presença de Deus por causa do pecado que os envergonharam. O pecado tira a nossa paz!

2º - Devemos dizer não ao mundo,

O mundo em que vivemos jaz do maligno. Jesus nos ensinou a não amar o mundo, pois quem o ama; o amor de Deus não está nele. O mundo seria tudo aquilo que faz parte desse sistema que não agrada a Cristo – padrões morais, religiosos, políticos e financeiros – e por detrás dele há o dedo sujo do diabo. Devemos negar ao mundo!

3º - Devemos dizer não a carne,

A Carne é a nossa natureza que nascemos com ela. Paulo define uma lei (a lei do pecado e da morte) que nós temos que lutar com ela diariamente. Perto da sua execução, Paulo declara a Timóteo que havia esbofeteado a sua carne. Mesmo quando não podemos, somos tentados pela carne. Há em nós um apelo interior para o pecado, chama-se carne. Precisamos nos crucificar com Cristo para que Ele viva em nós. A vitória contra a carne é dada somente através de Jesus, e é quando a vencemos, que permitimos que Cristo que controle tudo em nossas vidas.

4º - Devemos dizer não ao diabo.

No texto de II Coríntios 1:17, Paulo pergunta aos coríntios se por acaso poderia haver nele o sim e o não simultaneamente; e logo responde, dizendo que de maneira nenhuma isso seria possível, pois não podemos estar nos dois ao mesmo tempo. Ninguém pode servir a dois senhores, pois agradará a um e aborrecerá ao outro. Precisamos dizer não ao diabo e sim a Cristo.

Por fim, qual o sim que temos que proclamar ao mundo em trevas?

1º. Devemos dizer sim a Palavra de Deus,

Devemos considerar a Palavra de Deus como inerrante e tudo o que nela está escrito como sendo a perfeita vontade de Deus para cada um de nós. Várias pessoas tentaram derrubá-la, tais como, sábios, doutores, antropólogos e cientistas; mas foi tudo em vão. Mesmo que críticos a digam que tenha cheiro de naftalina, podemos afirmar que ela exala o cheiro da sabedoria de Deus. Foi no ano de 2007, o livro mais vendido no nosso país!

Só existe salvação através da pessoa de Jesus Cristo: Este é o nosso sim! A mim e a ti só cabe anunciar o Senhor Jesus, e este crucificado. A cruz é o local onde o cordeiro foi imolado e pela sua morte, ganhamos vida; e pelo seu sangue, todos os pecados da humanidade foram lavados. Todo aquele que invocar o nome do Senhor Jesus será salvo! Ele deve ser o sim de cada um de nós.

2º. Devemos dizer sim ao Céu – Jesus é a certeza da Vida Eterna!

Nós devemos dizer sim ao Céu, onde Jesus está e nós, que já tomamos uma decisão com Ele, iremos também. Estevam disse pouco antes de ser apedrejado que via os céus abertos e o Senhor Jesus a direita de Deus. Temos que estar preparados, pois os nossos dias estão escritos e contados para que um dia, nós estejamos com Deus no céu.

Será como num abrir e piscar de olhos. De repente, todos os salvos em Cristo serão arrebatados para estarem com Ele para sempre! O céu é um lugar onde não haverá mais choro e ranger de dentes; é o lugar onde Jesus está e aonde iremos para sempre estar com Ele.

Que possamos dizer sim a Palavra de Deus e ao Céu e não ao pecado, ao mundo, a carne e ao diabo; para que um dia possamos todos nós estar com Cristo no paraíso. Deus te abençoe hoje e sempre!

(Montagem feita a partir do sermão pregado dia 21/09/2008, domingo, culto das 18:00, pelo Pr. L Aguiar Valvassoura, na Igreja do Nazareno Central de Campinas, anotado por Lucas Tognolo)

(L. Aguiar Valvassoura, Pastor da Igreja do Nazareno Central de Campinas, SP, é preletor e conferencista em vários congressos e seminários nacionais e internacionais, bacharel em teologia pela Faculdade Teológica Nazarena de Campinas – Brasil, doutor Honoris Causa pela Universidade Nazarena de Point Loma – EUA, é criador do Colégio Jaime Kratz e da Associação Nazarena Assistencial que atende hoje cerca de 310 crianças e é fundador do Ministério Mãos Estendidas)